sábado, 12 de fevereiro de 2011

Eu e Eles

Acho que todo mundo se lembra do meu discurso sobre ser a mais "nova ugandesa" e nao mais uma branquela pagando de Angelina Jolie.
Mas é assustador quando me refiro aos ugandeses como "um povo" e sempre os chamando de "eles". Comparando-os a "nós" brasileiros ou "nós" mzungos.
Não sei se é apenas uma necessidade ingenua de afirmação de identidade ou uma visão crítica de que "eles" são diferentes, pertencentes a outra raça, cultura, vida... E, se o motivo for esse último, declaro oficialmente que falhei na minha missão de integração.
Vou falar um pouco de "nós" ugandeses.
A gente não se preocupa com o lixo, queimamos o que juntamos e o restante  simplesmente descartamos nas ruas. Temos Preocupações muito mais importantes do que aquelas que vocês, brancos ocidentais, consideram primordial: higiene, limpeza, banho, moradia, proteção dos filhos, doenças...
Aqui nós deixamos nossos filhos brincarem o dia todo como e com quem quiserem. Não tem essa de bola só fora de casa, nada de mão na boca, não brinquem com fogo, não quebre seu brinquedo, mastigue de boca fechada...
Aqui trabalhamos pouco, segundo suas visões. Justamente por que estamos muito ocupados sendo felizes. Conversamos, dançamos, cantamos... literalmente o dia inteiro.
Nas nossas casas não tem essa de falta de comida ou de bater um miojão e sair correndo. A gente cozinha no quintal, com todos os vizinhos, em grande quantidade, pra todo mundo comer. Sabe aquela coisa de "um por todos e todos por um"? Ah! E isso se resume a tudo: trabalho, hospital, moradia, policiamento, comida, filhos, amizade. é tudo nosso e, por isso, temos dificuldades de entender a individualidade e os "limites" dos mzungos. A gente não pede nada, simplesmente pegamos, assim como todos podem pegar nossas coisas sem pedir :)
Ah! E essa coisa de Africa violenta é tudo mentira. Não vai nos ver brigando nas festas e nas ruas por que estamos sempre rindo, nos divertindo, fazendo brincadeiras e piadas.
Alias, você aí mzungo, pode chegar junto que ta em casa.

BEM VINDO A NOSSA TERRA, MZUNGADAAAA!!!
E SEJAM FELIZES :)



8 comentários:

Guilherme Cicerone disse...

Esta é a sua mais nova casa, seus mais novos parentes, sua mais nova vida, seus mais novos sorrisos. Como isso é interessante de perceber. Você realmente está engajada no que está fazendo. E tudo tem saído de uma maneira ímpar. Quando você for a espectadora da sua própria "protagonização", concordará comigo, apesar de eu já achar que você faz isso o tempo todo.
Essa sua última foto do post resume isso tudo.

Continue sempre!!!

Pitesca disse...

Bá..primeiro saudades, segundo espero q esteja aproveitando cada momento ai, q aproveite muito!
Terceiro se quiser ir para angola..tenho uma amiga lá q pode te ajudar!me avisa!! pitescapacini@gmail.com
SE CUIDA e espero q se encontre..lovvv pitty

Anônimo disse...

Por incrível que pareça, estou com inveja de não estar ai. Aproveite todo tempo pra aprender e crescer como pessoa maravilhosa que já é, abraços da prima Lúcia, Campo Grande - MS

Sibeli disse...

My dearest...you have been doing all it is inside your heart....doing very well...love Mom.The picturesareso beutiful..

Manu disse...

A primeira foto ta o maximo!

Marcelo disse...

Eaew Bah !!!
Ei não tenha vergonha de tirar fotos!!!
Pergunte se pode, se eles não acharem ruim tire!
Crianças adoram se ver na telinha!


Isso é África!
Eiii compra um mosquiteiro! Sempre bom ter um!

bjo

Jósé Flavio disse...

oi babi... saudades de vc!!!

To muito orgulhoso de vc... acho q o q vc esta fazendo eh muito legal!
Espero que td dê certo...
Essa experiencia deve mudar todo o conceito de vida e felicidade que nos baseamos aki...

Te amo prima... bjo

Ana Cláudia Muniz disse...

ô loko!!!!!!

Que experiência incrível com a alteridade Bárbara!
Estou morrendo de inveja!
Arruma um cantinho aí pra eu ir fazer minha monografia... hahahahhaha

Um grande beijo, e continue escrevendo sempre, estou muito curiosa!